Controle da Imprensa: uma solução?

Toda e qualquer forma de controle do Estado é inadmissível. Não é mesmo?

Ainda acho que o melhor controle é o controle remoto, ou seja, a mudança de canal, que é monitorada pelos institutos de pesquisas de audiência (o bom e velho ibope).

Isso requer pensar criticamente e com autonomia: resultado da cultura familiar, da educação de qualidade que exercita o raciocínio e não, a memória.

Também exige referências diversificadas e multicultural: arte, esportes, espetáculos, leitura. Nada disso custa muito à escola e às empresas.

Quando a mídia é a única fonte de referência, as escolhas ficam absurdamente restritas.  

Não se pode esquecer que o autocontrole, como o exercido na publicidade, pode manter olho dos próprios profissionais na ética.

Sobre controle da mídia proposto pelo Estado, leia Jornalismo Inconstitucional no Acervo Folha
http://acervo.folha.com.br/fsp/2011/10/09/2

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O recado de Senna - Carlos Alberto di Franco

LYA LUFT: Medo e preconceito

Sobre eucaliptos e jequitibás - Rubem Alves