UFMG, na contramão, felizmente!

Diferentemente do vestibular 2011, a UFMG volta à valorização que sempre deu aos conhecimentos da língua Portuguesa. Inseriu no concurso 2012, para 44 carreiras, uma nova prova de Português que inclui interpretação de textos, gramática, leitura de obras literárias. Essa alteração significativa se deu, segundo a Copeve, com base no “diagnóstico de que é necessário avançar com o perfil do estudante da UFMG, no sentido de que ele tenha mais habilidades de interpretação e de leitura, fundamentais em qualquer área do conhecimento”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O recado de Senna - Carlos Alberto di Franco

LYA LUFT: Medo e preconceito

Sobre eucaliptos e jequitibás - Rubem Alves