Parabéns, Flávio

Gosto dos alunos teimosos, determinados, obsessivos, disciplinados. Melhor ainda, se eles forem bem humorados, certos do que querem e disciplinados.

Neste ano, conheci muitos com essas características. Quando saem os resultados das provas, passada a fase de plantio e de interação intensa, eu e eles começamos a saborear os frutos.

O mais comum é chegarem com pouco ou nenhum hábito de leitura. Nada leem além da literatura técnica. Para o candidato a concurso, manter hábito de leitura diversificada é simplesmente impensável. Justifica-se por serem várias provas, a exigirem toneladas de informação.

É aí que entra a determinação. Fugir das desculpas, driblar a falta de tempo, ludibriar velhos hábitos de estudo, convencer-se de que ler é mais que estudar: é abrir a mente, azeitar o cérebro e ampliar infinitamente a possibilidade de compreender qualquer texto - inclusive e, principalmente, os das matérias específicas.

Normalmente, começo por uma reflexão. Básica. O que a pessoa que o avalia espera que você leia?

Todos os alunos da casa - todos, sem exceção - que apresentaram resultado espetacular em redação dentro e fora das empresas, em concursos públicou ou em vestibulares, começaram de um mesmo ponto: abriram os olhos para o mundo.

E isso se deu a partir da leitura crítica de jornais e revistas, passando pela ida a cinema, teatros, espetáculos musicais e exposições culturais. Até virar um hábito. Até virar um prazer. Até virar uma necessidade.

O texto que se escreve hoje é resultado de garimpo, de caminhada, de olhos abertos. Mas, acima de tudo, de fascínio, teimosia e determinação.

A Flávio Marchioni, nota 9,87 na redação do MPU 2010.

Comentários

  1. Agradeço imensamente à Melania por todo o apoio e conhecimento que foi a mim repassado! Quando fiz meu 1º curso de redação com ela, percebi a enorme dificuldade que tinha para escrever e o quanto ainda deveria evoluir! Mas com dedicação e orientação adequada, fui, aos poucos, perdendo o medo e ganhando confiança para montar redações sobre assuntos variados... vou continuar minha busca por um cargo na carreira pública federal, mas com a tranquilidade de que tenho uma professora e, acima de tudo, uma grande amiga em quem posso confiar! grande abraço Melania. Flávio.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O recado de Senna - Carlos Alberto di Franco

LYA LUFT: Medo e preconceito

Sobre eucaliptos e jequitibás - Rubem Alves