Para sorver em suaves tragos


"Ao contrário dos europeus, os liliputianos pensam que nada demanda mais cuidado e aplicação do que a educação das crianças. É fácil gerá-las, dizem eles, tão fácil como semear e plantar, mas conservar certas plantas, fazê-as crescer bem, precavê-las contra os rigores do inverno, contra os ardores e tempestades de verão, contra os ataques dos insetos, em suma, fazer-lhes dar frutos em abundância, é o resultado da atenção e do cuidado de um hábil jardineiro".

Neste trecho, Jonathan Swift detalha cuidadosamente como os liliputianos viam a responsabilidade de educar. A narrativa é mo-nu-men-tal é atualíssima. J. Swift usa de ironia e humor finíssimos para falar, principalmente da natureza humana e de política, religião, arte, educação, economia, família. Disponível gratuitamente em www.dominiopublico.gov.br.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O recado de Senna - Carlos Alberto di Franco

LYA LUFT: Medo e preconceito

Sobre eucaliptos e jequitibás - Rubem Alves